O papel do Conselho Estadual de Educação na política educacional do Estado

Foto de Jadilson Simões

Empossada no último dia 15 de dezembro de 2016, a professora Luana Silva Boamorte de Matos, eleita ao cargo de presidente do Conselho Estadual de Educação de Sergipe (CEE) para o biênio 2017-2018. Ela foi a convidada do Jornal de Notícias da TV Alese. Na oportunidade, falou das suas expectativas e desafios à frente do CEE.

Luana Boamorte em sua explanação explicou que o Conselho Estadual de Educação é um órgão normativo, deliberativo e consultivo do Sistema Estadual de Educação, onde envolve as escolas da rede privada e as escolas da rede pública. Desta maneira, o funcionamento dessas escolas perpassa pelo Conselho Estadual de Educação do Estado, através de um colegiado formado por 16 membros, indicado pelo governador, bem como membros do magistrado estadual, iniciativa privada, Universidade Federal de Sergipe e sindicatos. É uma instância relevante no âmbito da educação de sergipana.

Ainda de acordo com a presidente do Conselho, disse que as escolas que irão funcionar por exemplo, precisam ter a aprovação do Conselho, uma vez que é responsável pelo processo normativo, deliberativo do funcionamento ou não de uma escola, além de grade curricular, entre outras demandas. “Sinto-me honrada de presidir uma Casa tão importante para a sociedade de um modo geral”, justificou.

Reforma do Ensino Médio

Na condição de conselheira – presidente, Luana Boamorte falou sobre a Reforma do Ensino Médio, ela entende que esse debate irá perpassa pelo Conselho Estadual de Educação, onde vai normatizar a proposta da reforma, uma vez que o sistema é democrático por essência, ou seja, será facultada a escolha às escolas.

Luana disse ainda que o texto da MP diz que os mesmos componentes da base, acrescidos de uma perspectiva adotada ao mundo do trabalho permanecerão e que todos os conselheiros são de notório saber na área de educação. “São professores, alguns da rede pública, outros da rede privada. Mas sempre com a linha de trabalho de respeito a profissão e respeito a educação acima de tudo”, finalizou.

Por Agência de Notícias Alese
Foto: Jadinson Simões

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA